Perfil

Vida Extra

A aldeia na Serra da Estrela que abre as portas aos visitantes para mostrar um Natal 'genuíno e ecológico'

A partir de sábado e até 1 de janeiro, a aldeia de Cabeça volta a celebrar a quadra natalícia com um evento que mobiliza os seus 170 moradores, com os quais é possível aprender a fazer cestos, filhoses ou rabanadas

Pedro Ribeiro

Diz-se aqui que "o Pai Natal está dispensado", tal como estão dispensados os enfeites artificiais que se compram nas lojas para celebrar a quadra festiva - a aldeia de Cabeça, na Serra da Estrela, volta, pelo sétimo ano consecutivo, a abrir as portas aos visitantes numa Festa de Montanha que tem por objetivo mostrar o que é o Natal de forma "genuína e ecológica".

De 7 de dezembro a 1 de janeiro, o Natal é celebrado na aldeia de Cabeça de forma a mostrar as tradiçoes da região. Todos os enfeites são criados pelas mãos dos seus 170 habitantes e com base nos materiais que vêm da natureza, como giestas, videiras, pinheiros, folhas de fetos, canas de milho, lã das ovelhas bordaleiras, ou ainda materiais que resultam das limpezas das florestas do Parque Natural da Serra da Estrela ou de terrenos vizinhos.

O Natal celebrado em Cabeça inclui uma série de atividades paralelas que decorrem nos seus workshops e oficinas, que envolvem, por exemplo, aprender a fazer filhoses e rabanadas com um habitante da aldeia (Sabores de Natal da Aldeia) ou aprender a fazer sabonetes e cremes hidratantes com soluções naturais (Oficina de cosmética natural).

Os habitantes da aldeia também se propõem ensinar crianças, turistas ou visitantes em geral a fazer decorações natalícias com base nos recursos que a natureza dá (Workshops eco-enfeites de Natal), ou a técnica ancestral que permite criar superfícies têxteis usando a tradicional lã, água e sabão (Oficina de feltragem).

Os preparativos são feitos pelos habitantes da aldeia

Os preparativos são feitos pelos habitantes da aldeia

Pedro Ribeiro

As atividades disponíveis envolvem ainda aprender as técnicas básicas para fazer os cestos utilizados na Serra da Estrela, sob orientação de um cesteiro que trabalha em madeira de castanho (Oficina de cestaria tradicional) ou valorizar os alimentos silvestres para uma alimentação mais natural e saudável (Cozinha do Bosque).

Residentes estrangeiros partilham receitas de Natal das suas origens

Os estrangeiros que escolheram a região para residir também são convidados a partilhar as receitas tradicionais dos seus países de origem para celebrar a quadra natalícia (Cozinha de Natal do Mundo). Os workshops incluem ainda uma Mostra do Cobertor de Papa, que fazem parte do quotidinano dos pastores da Serra da Estrela como agasalho, e envolvem um longo e complexo fabrico, desde a tosquia da lã à sua lavagem, fiação, tecelagem e cardagem, um processo que continua bem vivo no concelho da Guarda.

Ensinar adultos e crianças a poupar água e energia (Loja da Poupança Energética) é outra atividade do Natal ecológico em Cabeça, que também inclui um percurso pedestre que visa dar a conhecer o património histórico, natural e cultural da região.

Esta iniciativa integra o plano de animação da Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede Aldeias de Montanha (ADIRAM), contando o apoio do município de Seia e financiamento de fundos do Portugal 2020.

Todos os enfeites são executados com materiais que vêm da natureza

Todos os enfeites são executados com materiais que vêm da natureza

Ricardo Mendes

As "decorações naturais 100% sustentáveis feitas com a vontade, criatividade e engenho das gentes da aldeia", são destacadas pela ADIRAM, que frisa ainda que neste evento "não há empresas envolvidas, são apenas os habitantes que dão corpo e alma à decoração desta festa natalícia".

Segundo a ADIRAM, "tudo é feito para que esteja em harmonia com o verdadeiro espírito natalício de comunhão, partilha e valorização de tradições como a missa do Galo, a fogueira de Natal, a confeção de iguarias no forno comunitário ou o mercado de Natal com produtos regionais".

Recordando que Cabeça "foi a primeira aldeia 'led' do país, num contributo real para a eficiência energética e a promoção de economia de baixo carbono", a Rede de Aldeias de Montanha enfatiza que, no Natal nesta aldeia da Serra, "é ao entardecer que a magia acontece, com milhares de luzes de tecnologia led a iluminarem o casario típico em xisto".

Tendo em conta que por ocasião do Natal ecológico a afluência de público triplica na aldeia de Cabeça, e para evitar a acumulação de lixo nos contentores, os visitantes são incentivados a levar os desperdícios para ecopontos urbanos, e também a partilharem os automóveis nas suas deslocações de forma a evitarem congestionamentos na aldeia.