Perfil

Vida Extra

Apenas 1% dos portugueses consideram confortável a casa onde vivem

O inquérito da Quercus revela ainda que 70% dos descontentes afirmam ser necessário um aumento significativo do consumo energético para manter o conforto térmico

Getty Images

Os resultados de um inquérito realizado pela Quercus revela que apenas 1% dos portugueses consideram confortável a casa onde vivem. Dos que se sentem desconfortáveis dentro de portas, 70% admitem um aumento significativo do consumo energético para garantir o aconchego do lar.

De forma a contrariar este cenário, a Quercus lançou o projeto online “ECOCASA”, com o propósito de sensibilizar a população para hábitos de consumo mais sustentáveis.

“É dentro de casa que passamos a maioria do tempo. O consumo de energia dos edifícios, incluindo todo o seu ciclo de vida, representa 36% do consumo de energia em todo o mundo”, afirma Aline Guerreiro, da direção da Quercus e coordenadora deste projeto, salientando que “é o momento de fazermos a diferença e diminuirmos a pegada ecológica”.

Ao entrar no website, o utilizador encontra soluções personalizadas para melhorar a eficiência hídrica, eficiência energética, certificação energética de edifícios e gestão de resíduos.

Simuladores de consumo vão estar também brevemente disponíveis na plataforma.