Perfil

Vida Extra

A nova moda dos pedais

Uma bicicleta feita para quem gosta de subir e descer, pelos montes, ou pelas ruelas das cidades, ideal para conhecer mil e uma aldeias esquecidas. Não é de estrada, nem todo o terreno, mas é ambas. Os especialistas apontam a gravel como a bicicleta perfeita para saborear paisagens e gastronomia

D.R.

É uma bicicleta leve. Leve e robusta. Pode pesar entre sete e dez quilos, ideal para subir às serras do Caramulo, descer pelo Vale do Zêzere, ou rolar pela Via Algarviana. Desejada por aqueles com vontade de escalar montanhas, amada por quem quer deslizar nas ciclovias citadinas, adequada aos também aos outros, aos que procuram as tascas que se escondem nas serras. Chama-se gravel e é a bicicleta dos caminhos regulares e dos itinerários irregulares. De forma mais simples, é de estrada e de todo terreno, de asfalto e de terra. “O segredo está na leveza do quadro, em carbono, que dá conforto e resistência.” Nem de montanha nem de pista.

“São o meio-termo para quem só quer ter uma bicicleta, versátil e resistente e que dá para pedalar por vários terrenos.” A definição é de Nelson Martins, um dos que já têm esta nova bicicleta — e não são muitos —, que apareceu em Portugal no sobe e desce da serra do Caramulo, onde tem sede a associação que a promove e se fazem os primeiros passeios.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI