Perfil

Vida Extra

Morreu Tam, o último rinoceronte de Sumatra macho da Malásia

Animal teria à volta de 30 anos e deixa uma fêmea, que passa a ser a última sobrevivente da espécie no país

Raymond Alfred / WWF-Malaysia

O último rinoceronte de Sumatra macho vivia na Malásia e a sua morte foi anunciada esta quarta-feira, ao fim de algumas semanas de doença. O rinoceronte, conhecido por Tam, deixa a fêmea Iman como a última representante da espécie no país. Tam tinha cerca de 30 anos, tendo passado os últimos 10 em cativeiro, numa tentativa da organização Tabin Wildlife Reserve, na ilha de Bornéu, de contribuir para a conservação da espécie, através da fertilização in vitro. Em 2008, Tam havia sido encontrado no meio de uma plantação na região.

Hoje despedimo-nos de Tam, o nosso último rinoceronte de Sumatra”, escreveu a World Wildlife Fund da Malásia, no Facebook, no anúncio da partida. “Os nossos corações estão cheios de tristeza , lamentando não apenas a perda para a vida selvagem, mas a perda de uma espécie. Com o desaparecimento do Tam, só nos resta Iman, o nosso último rinoceronte feminino.”

Restam agora, segundo as estimativas das organizações locais, entre 30 a 80 destes rinocerontes, divididos entre as ilhas de Sumatra e Bornéu. A morte de Tam vem agravar um cenário de quase extinção.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.