Perfil

Vida Extra

Confirma-se: “assassino” da Revolução Francesa vai mesmo ajudar a reconstruir Notre-Dame

E até o jogo vai ser disponibilizado de graça na próxima semana

Assassin's Creed / YouTube

O Vida Extra fez a pergunta na última terça-feira: como é que um jogo de computador pode ajudar a reconstruir uma Catedral? Um dia depois, a Ubisoft deu a resposta. Arno Victor Dorian, assassino da revolução francesa e personagem central do jogo Assassin’s Creed Unity, vai ter mesmo uma palavra a dizer na reconstrução de Notre-Dame. A empresa responsável pelo jogo confirmou que vai doar 500 mil euros para ajudar no processo de reestruturação do edifício, juntando-se assim aos cerca de 845 milhões de euros já angariados pelo governo francês, provenientes de várias instituições públicas e privadas.

Empresas francesas como a L'Oréal e a LVMH (a gigante por trás da marca Loui Vuitton) já tinham confirmado a doação de 200 milhões de euros para ajudar no processo, e até a Disney — que adaptou o universo criado pelo escritor Victor Hugo com o filme de animação “O Corcunda de Notre Dame” e que viu crescer o reinteresse na película — se juntou à lista com uma doação de 5 milhões de euros. Além da quantia em dinheiro - “um pequeno gesto” - a Ubisoft vai disponibilizar o jogo de 2014 de graça durante a próxima semana, para que o universo gamer tenha a oportunidade de “experienciar a majestosidade e beleza de Notre Dame.”

Por fim, confirmam a disponibilidade para ajudar no processo de reconstrução, partilhando com as autoridades todo o trabalho de pesquisa arquitetónica que foi feito aquando a criação do jogo, embora façam a ressalva que a reconstrução feita não foi científica, mas sim artística: apesar da atenção ao detalhe, existirão óbvias diferenças de escala. Fica assim dado mais um passo da ficção na sua homenagem à história e cultura francesa. O Presidente da República francês, Emmanuel Macron, já traçou o objetivo: uma catedral ainda mais bela nos próximos cinco anos.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.