Perfil

Vida Extra

Museu infantil deixa de expor objetos que pertenceram a Michael Jackson

O museu não foi o único a remover conteúdo relacionado com o cantor

Três itens que pertenceram a Michael Jackson foram retirados do Children's Museum de Indianópolis, nos Estados Unidos. A decisão ocorre após a exibição do documentário da HBO “Leaving Neverland”, onde surgem novas alegações de abuso sexual contra o músico, que morreu há 10 anos.

Do espaço foram removidos um chapéu e umas luvas que o cantor usou em alguns dos seus espetáculos, bem como um poster de uma das suas atuações. A decisão de tirar os objectos foi feita “por uma questão de cautela”, de acordo Kimberly Harms Robinson, diretor de relações públicas do museu, que diz querer apenas apresentar “pessoas de alto perfil”.

Além do museu nos Estados Unidos, outros espaços e órgãos de comunicação e entretenimento têm retirado referências ao artista: o produtor de “The Simpsons”, por exemplo, removeu o episódio que conta com a participação do cantor.

“Leaving Neverland estreou-se este mês e traz o relato de dois homens que acusam o Rei da Pop de abuso sexual, nos anos 90.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.