Perfil

Vida Extra

Há um “circuito de pedofilia” no Youtube? É possível que o algoritmo tenha facilitado o acesso a este tipo de conteúdos

Um dos utilizadores da plataforma denunciou casos de pedofilia. Houve marcas a retirar a publicidade da plataforma e o Youtube já reagiu

Unsplash

A polémica está lançada e tudo começou com um utilizador. Matt Watson, que tem um canal no Youtube, publicou um vídeo onde revelou a existência de um “circuito de pedofilia”. Em causa está um esquema em que determinados utilizadores utilizavam contas falsas para fazer comentários maliciosos em vídeos de crianças e indicavam ainda os momentos do vídeo em que elas apareciam em posições que poderiam ser sexualizadas.

Matt Watson explica também que o algoritmo do Youtube facilita o acesso a este tipo de conteúdo, uma vez que sugere vídeos semelhantes aos que acabaram de ser vistos. Em 48 horas, o YouTube removeu milhares de comentários que sexualizavam crianças e centenas de contas falsas, mas só o fizeram quando algumas marcas começaram a tirar a publicidade. A Nestlé e a Epic Games (produtora do jogo Fortnite) foram duas das que suspenderam a publicidade que tinham no Youtube, depois de ter sido noticiado a presença de conteúdo que explora crianças sexualmente.

Infelizmente, esta não é a primeira vez que a plataforma de vídeos tem problemas relacionados com menores de idade. Em fevereiro de 2015, o YouTube lançou o YouTube Kids, que supostamente garantia que todo o conteúdo mostrado fosse seguro para crianças. No entanto, cerca de 2 meses depois, um grupo de proteção à criança e de direitos do consumidor entrou com uma ação na agência dos EUA Federal Trade Comission (FCC) sobre os conteúdos que o YouTube Kids permitia às crianças terem acesso.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.