Perfil

Vida Extra

Smart city da Google aprovada. Veja as imagens de um futuro sustentável com carros autónomos e ruas aquecidas

A primeira cidade inteligente construída pela Alphabet, empresa-mãe da Google, será construída em Toronto. Situada no novo bairro de Quayside, será um protótipo das cidades do futuro


A Alphabet, empresa-mãe da Google, está a preparar-se para construir uma pequena smart city (cidade inteligente), em Toronto. A cidade, no novo bairro de Quayside, será um protótipo das cidades do futuro e a Sidewalk Labs, subsidiária do Alphabet, é a responsável pelo projeto. A empresa recebeu a aprovação das autoridades de Toronto para ser responsável por projetar e construir parte dos 325 hectares da pequena smart city.

Em 2017, a empresa já tinha chegado a um acordo preliminar para construir a sua primeira cidade, mas agora chegou o tempo de os primeiros protótipos serem revelados. Os planos, publicados pelo “Toronto Star”, foram divulgados meses antes do previsto e já é possível ver como será o futuro. No projeto é dada prioridade ao tráfego a pé, combatendo o rodoviário. Os poucos carros que existirem serão autónomos.

Sidewalk Labs

Sidewalk Labs

Além de zonas de habitação (a preços acessíveis para os residentes de Toronto), vão existir espaços verdes e sustentáveis, bem como áreas dedicadas a escritórios, compras e lazer.

Segundo o que foi divulgado agora, a Sidewalk Labs planeia construir 12 prédios em Quayside - alguns deles com 30 andares, o que prefaz 3000 casas - uma parte delas, acessíveis. Os edifícios serão construídos em madeira e serão modulares. Isto é, serão construídos peça a peça como se de um Lego se tratasse.

Sidewalk Labs

Sidewalk Labs

Aqui tudo é novo e a cidade será movida a energia solar e o calor será extraído do solo (energia geotérmica). Vai estar equipada com plugs de fibra ótica e com internet sem fios 5G para todos. Também a recolha de lixo será mais eficiente, pelo que a Sidewalk propõe a construção de túneis subterrâneos - em tudo semelhante ao que acontece no Parque das Nações, em Lisboa.

Sidewalk Labs

Como Toronto não é uma cidade quente, Quayside foi idealizado com um sistema de aquecimento exterior, com o objetivo de permitir às pessoas andarem pelas ruas mesmo quando estão temperaturas negativas. E também as ciclovias serão aquecidas para o gelo derreter. Em estudo está a hipótese de serem colocadas, entre prédios, lonas para proteger as ruas do frio e chuva.

A Sidewalk ainda está à espera da aprovação de alguns planos pela Alphabet. Se receber luz verde, prevê que a cidade inteligente esteja construída dentro de cinco ou seis anos.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.

Sidewalk Labs