Perfil

Vida Extra

Descoberta tartaruga gigante nos Galápagos que se acreditava estar extinta há um século

O próximo objetivo é o de encontrar mais exemplares desta espécie

RODRIGO BUENDIA/GETTY

Uma tartaruga gigante, cuja espécie se acreditava estar extinta há 100 anos, foi descoberta na ilha Fernandina, nos Galápagos. Foi uma expedição liderada pela autoridade dos parques do arquipélago e o grupo de conservação dos Galápagos que descobriu um exemplar fémea da espécie Chelonoidis phantasticus, também conhecida como “tartaruga gigante da ilha Fernandina”, anunciou esta quarta-feira o ministério do Ambiente do Equador.

O próximo objetivo é o de encontrar mais exemplares desta espécie para poder avançar com a sua reprodução em cativeiro. “Esta descoberta dá-nos alento para reforçar os nossos planos para procurar outras tartarugas, que nos permitam iniciar um programa de reprodução em cativeiro para recuperar esta espécie”, explicou por sua vez o diretor do Parque Nacional Galápagos, Danny Rueda, citado pela Reuters.

Apesar de se acreditar que a espécie Chelonoidis phantasticus estava extinta há um século, à semelhança de outras espécies de tartarugas e aves – só nos Galápagos existem 12 diferentes espécies de tartarugas –, o resultado desta expedição leva os especialistas a crer que poderão existir ainda mais exemplares no arquipélago.

“Pensava-se que esta espécie estava extinta devido as erupções vulcânicas no século passado, mas têm havido agora observações que indicam que ainda existem muitos poucos exemplares na ilha”, afirmou em comunicado o grupo de conservação dos Galápagos.

O arquipélago dos Galápagos alberga uma vasta e diversa quantidade de fauna e flora, sendo que algumas espécies estão em vias de extinção, alertam os ambientalistas.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.