Perfil

Vida Extra

Cinco locais pelo país para fazer um retiro de yoga e enfrentar o inverno de cabeça limpa

O fim do verão sugere menos fins de semana longe de casa, o que não precisa de ser verdade. O Vida Extra fez um roteiro pelo país, que até dá descontos

Vale de Moses

Num tempo de “prego a fundo”, desacelerar é uma forma de resistência. E não adianta comer de forma saudável ou praticar exercício físico até ao limite se o binómio corpo/mente não tiver harmonia suficiente para gerar os efeitos que se pretendem. Se no verão o sol e a praia dão boa conta desse recado, no inverno o desafio é maior.

Yoga, meditação, mindfulness são exercícios-conceito cuja popularidade, nos últimos anos, tem crescido entre os países ocidentais, dando-se às mais diferentes formas de prática. Os principiantes podem começar por uma aula particular, ou por um fim de semana de retiro, enquanto os mais experientes se atiram para uma semana inteira, combinando yoga com outras atividades. Para não se perder neste roteiro, deve por isso definir algumas coisas à partida: em que zona do país quer estar; o que é capaz de fazer, em termos de prática desportiva; quanto tempo quer estar longe de casa; qual o teto de gastos.

Com essas dúvidas esclarecidas, atire-se ao roteiro à laia de sugestão do Vida Extra:

Golden Waves Surf Lodge

Caminhamos como mandam as regras, de cima para baixo, com a primeira paragem em Ovar. É lá que encontramos o Golden Waves, nome que tem tudo a ver com outra coisa que vale a pena encontrar em Ovar: a praia do Furadouro, onde se percebe o epíteto de “Ondas Douradas”. O retiro que aqui se propõe tem uma óbvia relação com elas, e com as pranchas, mas todas as semanas há 12 sessões de yoga num estúdio preparado para o efeito, debaixo dos pinheiros ou junto à piscina, conforme as preferências. Algumas dessas sessões são especiais, entre o “rise & shine vinyasa yoga session”, espécie de meditação em movimento, e o “relax & recover yin yoga session”, técnica especialmente direcionada para quem se sente cansado ou mentalmente esgotado. Os preços para uma semana de retiro de yoga começam nos 339 euros por pessoa. É procurá-los aqui.

Vale de Moses

A pouco mais de duas horas de distância, desta vez longe da praia, fica Castelo Branco. “Yoga, massagem e acupuntura nas montanhas portuguesas” é como se apresenta este espaço em Amieira, já recomendado pela National Geographic como um dos melhores do mundo. É uma tentativa de unir corpo humano e corpos naturais em redor, que funciona todo o ano, apesar do rigor do inverno na região, conta Andrew Winter. O proprietário, em conversa com o Vida Extra, diz que este é o primeiro ano em que assim será, já que até aqui o Moses funcionava apenas de março a outubro. Agora “recebemos para qualquer número de dias, pode ser só um fim de semana, e será uma oportunidade para estar num dos melhores retiros do mundo, praticar yoga num espaço giro, flutuando acima da floresta”, aponta Winter. Além das sessões de yoga, estão incluídas no preço três refeições vegetarianas por dia e uma viagem ao Rio Zêzere.

Para leitores do Expresso/Vida Extra, há 10% de desconto. Basta para isso mencionar que foi aqui que se cruzou com o Vale de Moses no momento da reserva, já que o site não calcula o desconto imediatamente.

Shamballah Yoga Retreat

Descida até Sintra, nome que já faz soar campainhas de paisagens verdes, de paz e de histórias. O Shamballah é tudo isso, é, aliás, “mais do que umas férias saudáveis”, um “estilo de vida saudável com muitas praticas de ajudam a harmonizar o corpo e a mente”, explicam os responsáveis Zarqa e Patrícia ao Vida Extra. O Shamballah Yoga Retreat tem três programas de retiro (que pode consultar aqui) e tem também outras atividades disponíveis, como forest therapy, viagem sonora, taketina, awakened voice therapy e flow - se ficou com dúvidas ou curiosidade em boa parte delas, siga o link.

Nestes retiros estão também previstas visitas aos parques sintrenses e caminhadas ao longo da costa, atividades não menos importante na desintoxicação que aqui propomos. “O facto de este ser o nosso estilo de vida, depois de termos vivido numa escola de meditação durante seis anos e seguirmos este caminho espiritual e de desenvolvimento pessoal de uma forma diligente, torna este este espaço de retiro genuíno e autêntico”, garantem.

Monte Velho Eco Retreats

Descida mais abrupta a sul, até Aljezur, onde o Parque Natural da Costa Vicentina nos dá “consciência do vasto espaço natural que nos rodeia, da força dos elementos da região e da sua beleza esmagadora”, introduz a responsável Ariadna. “A nossa intenção é viver em equilíbrio e harmonia com a mãe terra (...) e sermos tão autossuficientes quanto pudermos”, tarefa para a qual convidam grupos em retiro, com programas variados, ou alugam o espaço a grupos que já trazem instrutores e estrutura próprias.

Com muitos visitantes vindos de outros países, confessa Adriadna, o Monte Velho tem criado programas mais direcionados para o público nacional, como o que em agosto abriu “as portas a famílias e casais, oferecendo um Pack Holístico” que pode ter de tudo, entre nutrição, yoga e arte-terapia. Há algo mais a não perder no Monte Velho: os arredores. “Caminhadas na natureza, visita ao Cabo de São Vicente, freesurf e kitesurf, aulas de surf, observação de aves, mergulho, pesca, BTT, experiência holística do cavalo ou visitas aos golfinhos”, enumera Ariadna.

Visite o site e escolha os programas aqui.

Casa Fuzetta

Em maio deste ano, a revista Forbes mostrava sete razões para amar Olhão e uma delas era esta casa caiada de branco e orgulhosa da herança moura que carrega. Também aqui a procura tem vindo de diferentes geografias, quase sempre de fora de Portugal, mas, explica Tara Donovan, a mulher que recuperou a casa e lhe deu ares - e equipamentos - de meditação, “os portugueses são mais do que bem-vindos a juntar-se aos retiros organizados na casa”. Porque esse é um ponto importante a saber: mais do que organizar, a Casa Fuzetta aluga o espaço a organizadores, não obrigatoriamente ligados ao yoga (já os houve de comida e bem-estar). Nesse espaço há algo que sai imediatamente à vista e não é pela rima: o terraço, com vista para a cidade e para a Ria Formosa.

A Casa Fuzetta trabalha também com o Sanne Loves Yoga, de Faro, com quem organiza retiros de um dia para a população local. O próximo é já este fim de semana, 11 de novembro, os seguintes a 9 de dezembro, 6 de janeiro e 4 de fevereiro. Tara aconselha uma visita à conta de Instagram da Fuzetta para se ter uma ideia “da qualidade dos professores que nos chegam, com chefs e terapeutas de massagem espetaculares”.

Além destas opções, a responsável conta ao Vida Extra que estão já previstas novas experiências para 2019. Uma delas será uma espécie de imersão de quatro, cinco dias, que ainda está em construção, mas já tem datas: a primeira de 6 a 11 de março, a segunda de 12 a 17 de junho. A outra será uma semana de retiro espiritual, em maio, para aproveitar os locais com melhor energia no Algarve. Passará por Olhão, ilhas da Armona e da Culatra, Faro, Sagres, Caldas de Monchique, Faro e Castro Marim.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.

A carregar...