Perfil

Vida Extra

O Borda d'Água faz 90 anos e já chegou às papelarias

É a edição número 90 do almanaque nascido em 1929 e que, de lá para cá, não mudou assim tanto. Mas continua a mudar o ano de quem o compra

O Borda d’Água é um caso único em Portugal: com praticamente 90 anos de histórias para contar, mexendo quase nada na apresentação gráfica, na linha editorial ou sequer mudando a tipografia onde é impresso, continua a vender tão bem ou melhor que muitas publicações com cheiro a novidade. E continua, sobretudo, a ser “uma referência útil para toda a gente”.

O almanaque “contendo todos os dados astronómicos e religiosos e muitas indicações úteis de interesse geral” apresenta um calendário com previsões para o ano inteiro e conselhos para passar por elas, recorrendo à sabedoria popular, à ciência e à astrologia. Agricultura, meteorologia e informações sobre mares e marés constituem partes importantes das 24 páginas que compõem o clássico livrinho editado pela Editorial Minerva, e que abre sempre com o não menos clássico senhor da cartola. Talvez esse apego ao tradicional explique parte do sucesso do Verdadeiro Almanaque Borda d'Água.

A edição dos 90 anos já está disponível nas papelarias por 2,30 euros.

A carregar...