Perfil

Vida Extra

Lá fora. De Palermo às auroras boreais, com uma escala em Londres para um jantar exclusivo

São sete destinos e quatro apps que prometem não desiludir. Conheça as nossas propostas e siga viagem nestes dias de outono

Alexandra Carita, Isabel Leiria e João Miguel Salvador (textos)

A capital da Sicília vale como um todo. Arquitetura e ruas sobrepostas são um encanto para caminhar

getty images

Os quatro cantos de Palermo

O clero agoniza, a aristocracia também. Do alto do seu cavalo, a morte lança flechas aos mortais, nem poupando as mulheres. Vai já nua, canifraz, tal como o animal que monta. Enorme, com o seu arco, traz o desespero a todas as cidades católicas debaixo da praga. A descrição é a de “O Triunfo da Morte”, o mural, peça fundamental da arte siciliana, exposta no Palazzo Abatellis, em Palermo. É um trabalho de um artista desconhecido do século XV e marca com estrondo a relação do povo com as classes mais altas, os seus ódios e desejos, paixões e fúrias perante o fim inexorável.

Por lá, pelo palácio tornado museu, podíamos começar a visita à capital da Sicília. Incontornável no percurso que escolhemos, mostra ainda o rosto da “Anunciação”, de Antonello da Messina, também ele um artista do Cinquecento e um dos maiores pintores italianos do Renascimento, e o busto de Eleanora, uma escultura em pedra da autoria de Francesco Laurana.

Se ficou com vontade de viajar até Palermo, continue a explorar o “Lá Fora” do Especial Escapadelas e conheça novas sugestões para os dias mais frios.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI