Perfil

Vida Extra

Mergulhar em Montesinho

Roteiro pelos límpidos rios transmontanos, numa zona onde a natureza, a cultura e a gastronomia também marcam pontos

1 Praia Fluvial de Fresulfe

O mergulho a que alude o título deste artigo não se esgota na lista de praias acima descritas. Vale tanto, ou ainda mais, a pena ‘mergulhar’ na extraordinária biodiversidade deste Nordeste Transmontano, de características únicas a nível ibérico, com uma fauna e uma flora especialmente ricas e diversificadas.

No Parque Natural de Montesinho (PNM) é possível observar cerca de 75% das espécies animais que ocorrem em Portugal Continental, destacando-se uma das mais importantes populações de lobo-ibérico. Em estreita relação, é também o único lugar do nosso território onde existem simultaneamente as suas principais presas selvagens: os corços, os veados e os javalis. E uma ‘estrela’ maior pode estar para chegar. Referimo-nos ao urso-pardo, que em maio deste ano se banqueteou com cerca de 50 quilos de mel das colmeias do Parque, episódio que pode ser o prenúncio do regresso a Portugal de uma espécie desaparecida em 1843.

Nos rios do Parque, além da pureza das suas águas, das idílicas margens onde esvoaçam borboletas e libelinhas, podemos dar de caras com uma lontra, nadar no meio de trutas, ou mergulhar atrás de umas bolhinhas, que podem indicar a presença do raro mexilhão-de-rio.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI.