Perfil

Vida Extra

Zoe, a primeira assistente virtual de cruzeiros chegou a Lisboa, a bordo do MSC Belissima — um dos maiores navios do mundo

A novidade da nova embarcação é a adoção de inteligência artificial. Zoe, como é chamada, é uma assistente pessoal digital que pode ser encontrada em cada uma das 2244 cabines do navio. Com a ajuda de Zoe, é possível reservar restaurantes, excursões e conferir a fatura de uma forma rápida e fácil. Entre os sete idiomas da robô está o português

O Bellissima a entrar em Lisboa, esta quinta-feira, 7 de março

Jaime Figueiredo

A MSC Cruzeiros em parceria com a HARMAN Connected Services e Samsung Electronics criaram a ZOE, a primeira assistente pessoal virtual de cruzeiro do mundo — e que está desde esta quinta-feira em Lisboa, onde fica até sábado, no Terminal de Cruzeiros.

A assistente virtual é capaz de responder a centenas de questões sobre o cruzeiro, disponibilizando informações sobre serviços a bordo, instruções e sugestões ou até auxiliar a reservar um serviço. O dispositivo é intuitivo e fácil de usar – os passageiros apenas precisam de dizer “OK Zoe” e ela estará pronta para ajudar. A avançada tecnologia de reconhecimento de voz facilita o controlo e o acesso às informações por parte dos passageiros.

Este inovador serviço de Inteligência Artificial funciona graças a um sistema avançado de microfones de grande alcance. Os passageiros poderão desfrutar de tempos de resposta muito rápidos devido a um processador quad-core e também terão a oportunidade de conectar os seus telefones diretamente à Zoe, por Bluetooth, para ouvir música ou ver filmes.

Todas as capacidades da assistente virtual 'cabem' num pequeno objeto semelhante a uma coluna

Todas as capacidades da assistente virtual 'cabem' num pequeno objeto semelhante a uma coluna

Ivan Sarfatti

Para garantir que consegue comunicar de forma eficaz, a asistente digital foi programada e testada para responder a mais de 800 perguntas, com milhares de variantes possíveis. Esta inteligência artificial foi criada para continuar a aprender e a estruturar as suas próprias respostas, com base nas interações dos passageiros.

Outro dos trunfo do MSC Belissima é o famoso Cirque du Soleil, que oferece dois espectáculos por noite, seis noites por semana. Um dos espetáculos, "Syma", conta a história de um jovem marinheiro cheio de imaginação que mergulha em águas agitadas e descobre uma misteriosa ilha. Já o outro, "Varélia", coloca um toque futurista num conto medieval tradicional. Ambos são apresentados no ‘Carousel Lounge’, um espaço que custou mais de 20 milhões de euros.

Trata-se de uma impressionante sala circular, com uma parede de vidro de 180 graus, repleta de tecnologia de última geração, numa área de mil metros quadrados com capacidade para acomodar até 413 pessoas, incluindo os cerca de 120 passageiros, que poderão não só desfrutar da arte circense como saborear ao mesmo tempo uma experiência de gastronomia requintada

Sala onde são apresentados os espetáculos do Cirque du Soleil

Sala onde são apresentados os espetáculos do Cirque du Soleil

Jaime Figueiredo

A Promenade, criada para ser o centro social do navio, é outra das atrações. Tem 96 metros de comprimento, compostos por uma grande variedade de lojas e restaurantes. No interior deste espaço há um ecrã gigantesco de LED, com 480 metros quadrados, formando o teto, que transmite imagens com vistas inspiradoras, do nascer ao por do sol e noites de céu estrelado.

No “Bellissima” os passageiros têm acesso a quatro piscinas, sendo uma delas interior, com teto retrátil, que pode ser aberto quando o navio está num porto ou se o tempo o permitir. A Atmosphere Pool, a piscina principal, com 25 metros de comprimento, foi inspirada nas refrescantes vibrações de South Beach, em Miami. O espaço em torno da piscina é um dos mais extensos, a céu aberto, já concebidos a bordo de um navio. Um ecrã gigante e um design inovador fazem com que esta área seja ainda mais fascinante e glamorosa à noite.

A Promenade e o seu incrível ecrã gigante no teto

A Promenade e o seu incrível ecrã gigante no teto

Jaime Figueiredo

Seguindo o conceito de que um navio precisa ter atrações para todas as idades, o novo navio da MSC conta com um diversificado complexo aquático. Além das já tradicionais piscinas, existe um parque, inspirado no ‘Grand Canyon’, com três escorregas, incluindo um de alta velocidade. Além disso, no mesmo espaço, está instalada a ‘Ponte do Himalaia’, onde os passageiros se prendem a uma corda e atravessam o navio a cerca de 80 metros de altura.

O navio disponibiliza ainda outros espaços diferentes como o Sports Bar onde há uma pista de bowling em tamanho real. Existe ainda um campo de basquetebol interior, que se transforma em espaço para festas à noite, um casino com capacidade para 600 passageiros, uma biblioteca com 35 metros quadrados, bem como dois simuladores de F1. Para cuidar do corpo, os passageiros têm disponíveis 22 salas de tratamentos, com queda de água gelada, sauna e banho de vapor, e ainda uma pista de Power Walking para quem deseja manter a forma.

No que diz respeito à alimentação e bebidas, existem 20 bares e 10 espaços de refeições distintos. incluindo um buffet aberto 20 horas por dia com especialidades mediterrânicas e pratos internacionais, os restaurantes Kaito Sushi Bar & Kaito Teppanyaki e o Butcher’s Cut steakhouse com carnes de todo o mundo.

O restaurante japonês

O restaurante japonês

Jaime Figueiredo

Para os 5714 passageiros existem 2244 camarotes, dos quais 75% com varanda. Há também oito suítes duplex com varanda e banheira de hidromassagem, 30 suítes com varanda e 55 camarotes para passageiros com mobilidade reduzida. Como não poderia deixar de ser, este mega navio tem também o Yacht Club, uma espécie de iate dentro do navio. Os passageiros desta área VIP com 300 camarotes têm direito a mordomo 24 horas por dia e acesso direto ao solário e piscina privados.

Claro que todo o luxo tem um preço e para subir a bordo os valores variam entre os 699 euros e os 2639 euros, consoante o tipo de quarto e os serviços que estão associados.

Piscina na popa do navio

Piscina na popa do navio

Jaime Figueiredo

O MSC Bellissima, que representa cinco milhões de horas de trabalho para o estaleiro da STX France em Saint-Nazaire, pode ser produzido em menos de 27 meses entre o corte da primeira chapa de aço e a entrega. Não é um navio pequeno, antes pelo contrário, é um dos maiores navios do mundo, com 315,8 metros de comprimento, 43 metros de largura e pesa 167.600 toneladas. O corte da primeira chapa foi a 28 de novembro de 2016, e demorou apenas sete meses para juntar os 48 blocos que constituem o seu casco, integrando um conjunto de cerca de 300 mil peças de aço com um peso de 35 mil toneladas.

O novo gigante custou 900 milhões de euros, saiu de Southampton no Reino Unido a 4 de março, após a cerimónia de batismo, para a viagem inaugural, com escala na capital portuguesa. Na sua temporada de estreia, o Bellissima passará pelos portos de Barcelona, Marselha, Gênova, Nápoles, Messina e Valetta. Em Novembro de 2019 o navio rumará em direção ao Golfo, onde ficará a realizar cruzeiros semanais com partida do Dubai durante o Inverno 2019-2020.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.