Perfil

Vida Extra

A ciência comprova: o cérebro masculino envelhece mesmo mais rápido

A diferença entre o cérebro feminino e o masculino é de cerca de três anos

Bianca Marques

O cérebro feminino é cerca de três anos mais jovem do que o masculino. E esta é a conclusão maior de um estudo realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de Washington, onde analisaram o cérebro de 250 adultos, com idades compreendidas entre os 20 e 28 anos, através de um exame de tomografia por emissão de positrões (PET).

De acordo com as informações divulgadas, foi medido o fluxo do oxigénio, bem como a glicose da actividade metabólica — tanto o oxigénio como a glicose são substâncias importantes no desenvolvimento e maturação cerebral dos bebés — e os resultados mostraram que os cérebros femininos eram 3,8 anos mais jovens/activos do que o cerébro dos homens com a mesma idade. Foi também provado que o cerebro masculino apresenta ter mais 2,4 anos.

Os autores atribuem esses resultados às hormonas. "As mulheres têm menos perda de fluxo sanguíneo cerebral após a puberdade, produzem mais glicose durante a idade adulta jovem e têm menos perda de proteína. Diferenças que nos preparam para a trajetória de envelhecimento cerebral ",explica Manu Goyal, responsável pelo estudo. Em suma, o cérebro feminino pode fornecer um grau de proteção às mudanças relacionadas ao envelhecimento.

No entanto, os cientistas afirmam que os fatores envolvidos no envelhecimento cerebral são múltiplos e complexos. "O nível educacional, as questões ambientais também têm grande influência", diz o neurologista Pablo Irimia, membro da Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN). Um cérebro mais ativo e mais jovem significaria que a frequência de doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer era significativamente menor nas mulheres. No entanto, acontece o oposto.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.