Perfil

Vida Extra

Declarada uma nova colheita de Barca Velha. É de um ano “grandioso para a região do Douro”

É a 20ª da história e já se sabe quando será apresentada

É um dos mais emblemáticos vinhos de Portugal e marca o final deste ano com uma novidade há muito esperada. O Barca Velha acaba de anunciar uma nova colheita, de um ano considerado “grandioso para a região do Douro, marcado por uma das maiores declarações de Porto Vintage de sempre”.

Com a assinatura da Casa Ferreirinha, o Barca Velha 2011 será apresentado em maio de 2020. São cerca de 30 mil garrafas e 2800 magnum.

Segundo o enólogo Luís Sottomayor, em comunicado, “2011 foi um ano extraordinário, dos melhores de sempre no Douro, intenso e de grande qualidade, pelo que da nossa parte foi só uma questão de paciência até podermos confirmar o potencial que a vindima deixou antever”.

Ao longo de 67 anos de história, o Barca Velha anunciou apenas 19 colheitas por apenas o fazer “em anos verdadeiramente excecionais”. A última, de 2008, recebeu em 2017 a distinção máxima de 100 pontos pela prestigiada revista Wine Enthusiast. O vinho da Casa Ferreirinha fiu o “primeiro vinho português não fortificado a atingir a pontuação máxima numa publicação norte-americana de referência”. Em novembro de 2014, o Barca Velha 2004 havia recebido 99 pontos, também atribuídos pela Wine Enthusiast.