Perfil

Vida Extra

Maria de Lourdes Modesto vai fazer uma tertúlia sobre gastronomia portuguesa em Lisboa

A cozinheira que inspirou gerações é a convidada de dia 15 do ciclo "Rostos da Portugalidade". A ementa do almoço vai estar a cargo dos chefes António Nobre, Hélio Loureiro e Justa Nobre

Tiago Miranda

Maria de Lourdes Modesto, cozinheira de referência em Portugal atualmente com 89 anos, é a convidada da próxima tertúlia no âmbito do ciclo "Rostos da Portugalidade", que já destacou figuras como Mário Soares, Eduardo Lourenço, Manoel de Oliveira ou Carlos do Carmo.

A tertúlia com Maria de Lourdes Modesto vai decorrer a 15 de outubro num almoço no restaurante 'As Velhas' em Lisboa, apesar deste tipo de iniciativas decorrer habitualmente no restaurante 'Martinho da Arcada', localizado na Praça do Comércio. Esta tertúlia terá também como oradores o jornalista António Valdemar e o gastrónomo Virgílio Nogueiro Gomes.

"Esta vai ser uma sessão especial, e para um número restrito de convidados, atendendo à vontade da Maria de Lourdes Modesto de querer um ambiente mais intimista", adianta Luís Machado, organizador das tertúlias do Martinho da Arcada já há 30 anos.

O organizador desta iniciativa frisa ainda que o restaurante As Velhas, na Rua da Conceição da Glória "é quase centenário, só faz cozinha tradicional, e era uma antiga taberna que era frequentada pelas pessoas que iam ao Parque Mayer, ali perto", pelo que faz 'jus' à tertúlia da Maria de Lourdes Modesto.

A ementa do almoço-tertúlia com Maria de Lourdes Modesto a 15 de outubro às 12h30 vai ser preparada por três chefes: António Nobre, Hélio Loureiro e Justa Nobre.

Justa Nobre irá confecionar bacalhau espiritual, Hélio Loureiro rojões com castanhas e maçãs, ficando as sobremesas a cargo de António Nobre, que irá preparar encharcada do Convento de Santa Clara. No almoço participarão cerca de duas dezenas de pessoas, e exclusivamente convidados, ao contrário de anteriores tertúlias no Martinho da Arcada, abertas a todos os clientes que pagassem o preço habitual pela refeição.

"Inspirou a cozinha dos nossos avós, e irá continuar a inspirar a dos nossos filhos"

Luís Machado, também escritor (autor de 'A comida à mesa com Fernando Pessoa', só para citar um exemplo) e secretário-geral da Associação Portuguesa de Escritores, o salienta que o ciclo de tertúlias Rostos da Portugalidade procura "prestar homenagem a figuras com um percurso rico, e que foram referências no país em várias áreas".

"A área da gastronomia ainda não tinha sido representada nestas tertúlias", refere Luís Machado, explicitando que "chefes mediáticos há muitos", mas a opção neste caso "tinha de ser a Maria de Lourdes Modesto", uma vez que o objetivo era escolher "uma pessoa viva que mais tivesse marcado a história da gastronomia portuguesa".

Lembrando que Maria de Lourdes Modesto até já foi considerada pelo jornal The New York Times "como uma das três grandes figuras da cozinha mundial", Luis Machado sublinha ainda que "foi a cozinheira que inspirou os nossos avós", dando "receitas a que as donas de casa não tinham acesso" - e que "irá também inspirar os nossos filhos, pois os livros que ela escreveu continuam a ser reeditados".