Perfil

Vida Extra

Mauro Colagreco: “São poucas as pessoas que podem ter acesso ao restaurante”

O restaurante do chefe argentino que já tinha três estrelas do prestigiado Guia Michelin foi considerado o melhor do mundo na lista 50 Best. Este mês, vai ter a honra de cozinhar para Emmanuel Macron

Rafael Tonon

Menton é uma pequena cidade da Rivie­ra Francesa que passa quase despercebida para os muitos visitantes que enchem a Costa Azul todos os anos em busca de um lugar ao sol nas praias de Saint-Tropez ou Nice. Banhada pelo Mediterrâneo e protegida pelos Alpes, a cidade que fica na fronteira com a Itália ganhou os holofotes do mundo da gastronomia no final de junho, quando o restaurante Mirazur, do chefe argentino Mauro Colagreco, foi eleito o melhor do mundo pela controversa lista dos 50 Best, considerado o mais influente ranking da alta cozinha mundial.

No dia seguinte ao prémio, boa parte dos gourmands do planeta já estavam a vasculhar o Google Maps para saber como chegar a Menton — que fica a 40 minutos de carro do aeroporto de Nice — e tentar conseguir uma reserva no restaurante de Colagreco. “Em menos de 72 horas, já tínhamos as reservas todas marcadas até ao final do ano, uma loucura”, diz o chefe. Um feito inédito até mesmo para um restaurante como o multipremiado Mirazur, que em janeiro ascendeu ao topo do prestigiado Guia Michelin ao finalmente receber a sua terceira estrela. “Tem sido um ano intenso”, confessa.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI