Perfil

Vida Extra

Já provou vinho num copo inteligente?

Este sábado tem 400 vinhos em prova na Alfândega do Porto, de copo tecnológico na mão para registar todos os rótulos que não quer esquecer

O SmartWineGlass tem um chip incoporado que funciona como memória digital

O Adegga Wine Market regressa ao Porto, a 11 de Maio, com 400 vinhos de 40 produtores selecionados para provar com o SmartWineGlass, o copo inteligente que regista todas as provas para mais tarde recordar as que realmente valeram a pena.

Na oferta reunida na Alfândega do Porto, há 120 vinhos que receberam pontuações iguais ou superiores a 90 pontos nas publicações nacionais e internacionais de referência, mas cada visitante pode fazer a sua própria seleção através deste copo especial, com um chip incorporado que funciona como uma memória digital portátil pronta a registar os vinhos preferidos quando se aproxima o copo de um dispositivo colocado na mesa de exposição de cada produtor.

Assim, quando o visitante gosta de um vinho basta um simples toque num beamer (dispositivo identificador de cada produto) para incluir automaticamente aquele rótulo na sua lista pessoal, sem precisar de um bloco de notas, de tirar uma fotografia, confiar na memória ou guardar o cartão do produtor. Depois, recebe todas as referências num e-mail personalizado.

Este copo, uma das primeiras soluções tecnológicas beamian, desenvolvida em parceria com a Adegga, já venceu os Wine Business Innovationa Summit, em Munique, entre 24 startups em concurso e apresenta-se como um dos atrativos do evento que comemorou no final do ano passado, em Lisboa, 10 anos e 26 edições, entre Lisboa e Porto, mas também Bruxelas, Estocolmo ou Berlim.

Mas num ano em que as principais casas de Vinho do Porto declararam os seus vinhos Vintage, o Adegga inclui, também, no programa, uma masterclass de Bento Amaral, responsável pela Câmara de Provadores do IVDP – Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, com uma seleção de Vintage 2017, para desvendar o que cada um tem de especial.

E a par do Porto há Champanhe, com Alejandro Chávarro, um sommelier que já passou por alguns dos melhores restaurantes do mundo e chegou recentemente a Portugal para lançar o projeto Vinhos Livres, a dar outra masterclass, agora sobre a viticultura e a biodinâmica da Região de Champanhe.

Na Sala Premium com acesso limitado, reservada a vinhos raros e especiais, há brancos e tintos topo de gama a par de vinhos do Porto antigos, enquanto o Adegga Rising Stars, dedicado a projetos emergentes, novos vinhos e jovens enólogos, junta várias regiões, da Herdade da Anta de Cima (Alentejo), a Patrícia Santos/Rosa da Mata (Dão) ou Quinta do Olival da Murta (Lisboa).

Os bilhetes oferecem diferentes combinações de serviços, dos 20 aos 120 euros e todos os vinhos em prova estão disponíveis para venda entre os 5 e os 50 euros durante e após este evento que procura aproximar produtores e consumidores através de uma diversidade de experiências desde 2009, de acordo com o conceito criado por André Ribeirinho, André Cid e Daniel Matos.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.