Perfil

Vida Extra

É portuguesa a primeira receita que irá ser cozinhada em Marte — Chef Kiko foi o escolhido (ou talvez não...)

O português é o vencedor do concurso internacional “La Patata Marciana”

“La Patata Marciana” — YouTube

Atualização: Ao contrário do que é habitual, este artigo começa com uma atualização. Nos dias que se seguiram à notícia de que o chef Kiko Martins tinha ganho um concurso internacional que fazia dele o primeiro cozinheiro a levar uma receita a Marte surgiram também diferentes versões, nem sempre coincidentes. Uma delas foi do próprio chef, que escreveu no Instagram que tinha vencido “um concurso da NASA”. Como explica a revista Sábado, o concurso não era da NASA, mas do Centro de Astrobiologia de Madrid, afiliado da agência espacial, que nunca o promoveu ou participou nele. Porém, “La Patata Marciana” existiu mesmo, foi ganho por Kiko Martins (e por uma jovem de 15 anos, na secção de amadores) e teve um cariz mediático, e até promocional, que não permite garantir que a receita — que pode ver abaixo — vai ser mesmo a primeira a chegar ao planeta vermelho.

A notícia original, publicada pelo Vida Extra no dia 26 de fevereiro, pode ser lida abaixo:

Lançado pelo Centro de Astrobiologia de Madrid (afiliado da NASA), o concurso “La Patata Marciana” tinha um desafio com tanto de simples quanto de aliciante: criar uma receita — a primeira — a ser cozinhada em Marte, assim que forem criadas as condições para tal. A futura missão no planeta Vermelho pode ainda não ter plano, mas a partir de agora já tem menu.

A final decorreu esta segunda-feira, 25 de fevereiro, em Saragoça, onde os oito finalistas confecionaram as respetivas receitas para um júri composto por quatro Chefes reconhecidos com Estrela Michelin. O vencedor foi português com uma receita que completa esta rima. “Uno, Dos, Tres...” completada com a palavra-chave: “Marte”. O Chef Kiko aumenta a lista, da qual já fazia parte, de distinções internacionais atribuídas a cozinheiros portugueses.

As regras do concurso obrigavam o Chef a falar espanhol (abaixo o vídeo da candidatura com a receita de Kiko) e na vitória foi fundamental a equipa do Canal Bit2Geek, composta por cientistas que trabalham em agências espaciais e que ajudaram o chef a perceber que procedimentos e ingredientes incluir na receita. O resultado final, garantem, é uma receita nutricionalmente equilibrada, com proteína, sais minerais, sabores tipicamente nacionais, e feita à base de batata envolvida com chouriço, azeitonas, bacalhau, algas, cebola, salsa e alho.

Marta Cortesão, microbióloga do espaço no Centro Aeroespacial Alemão (DLR) explica a opção por este tipo de alimentos. “Numa missão de longa duração, trazer a bordo grandes quantidades de alimentos e água significa mais peso e espaço que custa dinheiro e energia a 'carregar' daqui ao planeta vermelho. Assim, uma alimentação à base de comida desidratada será uma boa opção para assegurar o bem estar e desempenho dos astronautas.” Também os prazos de validade alargados permitem uma gestão mais eficiente da logística de uma viagem a Marte. Por isso, estes alimentos, “se misturados com puré de batata marciana, darão certamente um prato que é outro mundo!”

Já o Chef Kiko congratulou-se com a vitória dizendo que, “muito mais do que ser um orgulho enorme para mim, acho que deve ser um orgulho para todos os portugueses ver os nossos sabores poderem um dia chegar até Marte.”

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.