Perfil

Vida Extra

Uma questão de género: o que dizem os desejos por comida sobre cada um de nós?

Qual a razão pela qual nos apetece comer algo repentinamente? A verdade é que esse desejo diz muito sobre o nosso corpo

Whitney Wright

Os desejos por comida estão normalmente associados às mulheres na fase da gravidez. Contudo, ambos os géneros “sonham” com comida. Várias vezes.

“A maioria das pessoas é viciada em alimentos e compostos alimentares, como o glúten, os laticínios, o açúcar e os alimentos processados”, explica a médica Ellen Vora. “Esta partilha de vícios entre os géneros oculta as pequenas variações que existem nos desejos alimentares de homens e mulheres”.

De acordo com Vora, estes desejos representam desequilíbrios hormonais, falta de micronutrientes e variam consoante as necessidades nutricionais de cada um. E podem dizer muito sobre as pessoas.

No caso das mulheres, as necessidades nutricionais mudam ao longo do mês. Durante o período de ovulação, por exemplo, o corpo procura fontes de proteína, como os ovos, as nozes e as carnes magras. Já durante a menstruação, os níveis de ferro estão baixos e, portanto, há uma maior necessidade de comer feijões, ervilhas e carnes vermelhas.

Os homens também sofrem com os desequilíbrios hormonais, mas os desejos por comida mudam conforme a forma como usam o corpo. Por outras palavras, um homem que faça exercício físico tem desejos diferentes de um homem sedentário.

E você, está atento aos seus desejos?

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.