Perfil

Vida Extra

É festa! É Cinema Italiano!

Recordações de uma aula na Grande Maçã, que levou à celebração do Cinema Italiano. E por falar nele, anda pelas rua de Lisboa! Filmes e festas com a Cinemateca Portuguesa a reluzir com o Moretti. É mais um capítulo na vida de Miallennial

Federico Fellini, Marcello Mastroianni e Sophia Loren

Divulgação

Uma das coisas mais belas de ter estudado em Nova Iorque foi a quantidade de países que vi cruzarem-se nas salas de aula. Éramos de todo o lado e isso fazia-me sentir que o mundo estava ali condensado, que estávamos todos perto, todos ligados e que já sabíamos tudo sobre tudo.

Nessa escola, tinha uma disciplina bem jocosa chamada Accent Class, onde era suposto aprendermos o sotaque nova iorquino: como é de esperar a variedade sonora era uma delícia.

Foi aí, nessa mesma sala, que conheci o Alessandro. O Alessandro vinha de Itália, de Valdobbiadene, baixo, magrinho e moreno, se olhássemos para ele com atenção observávamos alguns traços que nos faziam lembrar o Johnny Depp. Não eram só as feições, eram as roupas, ele usava aqueles óculos charmosos à “la’estrela” de cinema, vestia um colete em modo displicente, umas tais pulseiras e um chapéu que pingava estilo. - Por momentos se o víssemos assim no meio das ruas de Manhattan, podíamos mesmo achar que estávamos a ver o senhor que fez o Jack Sparrow.

Numa dessas manhãs de escola o Alessandro deixou escapar que não gostava de cinema italiano, o Alessandro não se conteve, afirmando que não gostava dos atores do seu país e que Hollywood é que sabia o que fazia. - ( Tudo isto em inglês, com um bonito sotaque de Valdobbiadene, que aqui entre nós, se me permitem a ousadia, lhe ficava bastante charmoso). Revoltada com o que ouvia, não consegui ficar calada, levantei-me de alma eriçada e perguntei-lhe se sabia quem era o Marcello Mastroianni. Se por acaso sabia quem era esse senhor, se tinha visto os filmes dele, e partilhei ainda, com o maxilar provavelmente tenso, que por sinal o último filme onde ele tinha trabalhado, tinha sido um filme realizado por um português: o eterno e encantador Manoel de Oliveira.

E a Sophia Loren?! Estás a ver quem é a Sophia Loren?! Não gostas de filmes italianos?! De nenhum, de nenhum mesmo? Mas já viste todos? Perdão, mas já viste algum?

Então e Nanni Moretti?

É muito provável que tenham saído algumas palavras em português, que isto quando estamos com a neura, não há nada como a língua nativa para nos explicarmos bem. Mas de pouco valeu, porque o Alessandro de nada queria saber sobre os encantos cinematográficos que a sua Itália guardava: I like Hollywood, Hollywood is great.

Federico Fellini - 8 1/2

Federico Fellini - 8 1/2

Divulgação

Oh céus! Ai de mim desventurada, que ao subir as escadas do Cinema S. Jorge na Festa do Cinema Italiano, me lembrei desse caríssimo colega com uma subtil gargalhada, e do que de bom ele andava a perder!

Dos filmes à música, estes dias já saboreei de tudo e aconselho-vos a fazerem o mesmo, que não tarda está quase a acabar! Aqui por Lisboa, a festa dura só mais este fim de semana, à exceção do belo golpe da Cinemateca portuguesa, que nos brinda com uma retrospectiva de Nani Moretti, até ao fim deste mês!

É bom de mais para ser verdade, não é? Ligam por mim ao Alessandro e dizem-lhe isso por mim?

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.