Perfil

Vida Extra

Beja. Artistas com paralisia cerebral mostram "arte numa perspetiva diferente"

Seis artistas plásticos com paralisia cerebral vão expor, a partir desta terça-feira, 26 obras de pintura com as suas visões artísticas e descomprometidas do mundo

Kateryna Soroka / Getty Images

A 18.ª edição da exposição "Arte Numa Perspetiva Diferente" é inaugurada esta terça-feira, Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, às 16h, e poderá ser visitada até dia 6 de janeiro, na galeria de arte da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA).

A exposição, promovida pelo Centro de Paralisia Cerebral de Beja (CPCB) e apadrinhada pela EDIA, no âmbito da sua política de responsabilidade social, poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

Segundo um comunicado da EDIA, as obras foram pintadas por utentes no ateliê de pintura do Centro de Atividades Ocupacionais do CPCB, para o qual vão reverter as receitas da venda dos quadros.

As obras refletem visões artísticas e descomprometidas dos autores sobre o mundo e sem limites, nem estereótipos de vida, explica a EDIA.

No ateliê de pintura, os "traços" dos autores fluíram "livres e desinibidos" e deram origem às obras, com títulos como "Mulher Borboleta", "O Sino e o Sapato" e "O Olhar Escondido".

Os "artistas" jovens e adultos pintam quadros todos os anos e já assumiram a realização anual da exposição "como um ritual", explica a EDIA, referindo que a mostra, nos últimos 18 anos, tem vindo a afirmar-se como "um dos estímulos ao desenvolvimento intelectual" dos utentes do CPCB, "reforçando" a sua integração e a sua inclusão social.