Perfil

Vida Extra

Uma destas séries pode ser a próxima “A Guerra dos Tronos”. A luta está ao rubro

Canais e serviços de streaming lutam por séries que repitam o sucesso de “A Guerra dos Tronos”. “See”, no Apple TV+, e “Mundos Paralelos”, segunda na HBO Portugal, são duas apostas fortes. Netflix, Amazon e Disney também já estão no campo de batalha

João Miguel Salvador

João Miguel Salvador

texto

Jornalista

home box office, inc.

Nos Wolf Studios Wales não se pensa noutra coisa. Mas o tema tornou-se tabu nos últimos tempos. Os responsáveis por “Mundos Paralelos” querem que a série produzida em Cardiff faça o seu caminho sem pressões externas, mas há pormenores que não deixam margem para grandes dúvidas. O tamanho dos cenários construídos para a série, produzida pela Bad Wolf e pela New Line Cinema para a BBC One e HBO, mostra que esta é uma grande produção e que o objetivo é fazer dela um dos programas do ano.

Os estúdios ocupam uma área de 38 mil metros quadrados, e há espaços com diferentes configurações para acomodar as necessidades de uma produção que começou a ganhar forma em 2015. Além de um espaço exterior, onde foi construída uma pequena cidade, os Wolf Studios contam com cinco estúdios (com áreas até 15 mil metros quadrados e um pé-direito que pode chegar aos 17 metros de altura). Aqui não se fala de dinheiro, mas a referência é “A Guerra dos Tronos” e o orçamento será inferior. A tecnologia usada também mudou e os avanços tecnológicos dos últimos anos possibilitam poupar milhões, por exemplo com a criação de modelos 3D em vez de cenários reais. Ou com a utilização de marionetas para dar vida aos animais que povoam a série. Jane Tranter, produtora de “Mundos Paralelos” que há muito detém os direitos televisivos da saga de Philip Pullman, não tem dúvidas de que esta era uma série impossível de fazer há poucos anos.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI