Perfil

Vida Extra

Globos de Ouro: os cinco momentos que marcaram a gala do ano

A 24ª gala de entrega dos Globos de Ouro foi apresentada este domingo por Cristina Ferreira. O Vida Extra destaca os principais momentos da gala que encheu o Coliseu dos Recreios de estrelas

Cristina Ferreira foi a anfitriã da XXIV Gala dos Globos de Ouro, considerada a noite mais glamourosa da televisão portuguesa e que este domingo regressou ao Coliseu dos Recreios, em Lisboa. A gala, na qual foram premiados os melhores de Portugal, chegou este ano num formato renovado.

Conheça abaixo os cinco momentos-chave da XXIV Gala dos Globos de Ouro:

Instagram

A NOVA CARA DA GALA DO ANO

Cristina Ferreira apresentou os Globos de Ouro pela primeira e deu o seu cunho pessoal à gala da SIC nesta XXIV edição. Depois de edições com um tom mais humorístico, a apresentadora de "O Programa da Cristina" dá corpo ao regresso de um lado mais glamouroso. Numa altura em que as preocupações ambientais estão a crescer, Cristina Ferreira apostou num primeiro vestido criado com desperdícios de cortiça, da autoria de Micaela Oliveira. Estava dado o pontapé de saída para uma noite com o melhor do talento nacional

O NÚMERO DE ABERTURA

Com assinatura do coletivo de artes visuais e multimédia Oskar & Gaspar, o número de abertura levou mais de 50 bailarinos ao palco do Coliseu dos Recreios — numa coreografia da responsabilidade de Cifrão com alunos da Escola de Dança do Conservatório Nacional. Houve espaço para a utilização de várias técnicas de vanguarda — do videomapping à projeção tridimensional, entre outras —, que elevaram as expetativas em torno da gala

Instagram

O REGRESSO DE BÁRBARA

Foi um dos momentos mais emocionantes da noite. Bárbara Guimarães regressou ao palco que foi seu durante várias edições dos Globos de Ouro, apresentando-se de forma incógnita num número com uma forte componente multimédia. Ainda antes de a sua identidade ser revelada, foram projetadas diversas imagens no corpo da apresentadora. Ao lado do jornalista Bento Rodrigues, a apresentadora — que se encontra afastada da televisão por doença – aproveitou o momento (após o espanto, houve uma ovação na sala) para agradecer tudo o que a vida lhe deu, “de bom e menos bom porque a vida nos coloca todos à prova”.

Instagram

ATUAÇÃO INTERNACIONAL EM DIRETO

A presença do cantor e compositor Gavin James foi uma das surpresas dos Globos de Ouro deste ano. Depois de muitos outros nomes terem pisado o mesmo palco, foi a vez do irlandês. Gavin James interpretou 'Always', um dos seus maiores sucessos, em direto no Coliseu dos Recreios. Regressa aos concertos em Portugal em dezembro.

Instagram

VARIAÇÕES E AMÁLIA

Em momentos diferentes, houve também uma atenção para talentos portugueses que marcaram a história da música nacional. Na ressaca do biopic "Variações", o ator Sérgio Praia voltou a interpretar António Variações em palco, cantando 'Estou além' e interagindo com a plateia com a energia que caracterizava o músico. Amália, que este ano celebraria 100 anos, foi lembrada num número que cruzou vários géneros musicais e artistas que nela se inspiraram.

Conheça aqui todos os vencedores deste ano:

Cinema

Melhor Atriz: Isabel Ruth ("Raiva")

Melhor Ator: Carloto Cotta ("Diamantino)

Melhor Filme: "Raiva" de Sérgio Tréfaut

Instagram


Moda

Personalidade do Ano: Sara Sampaio

Música

Melhor Atuação Ao Vivo: Mariza

Melhor Intérprete: Capitão Fausto

Melhor Música: Carolina Deslandes

Instagram

Revelação

João Félix


Digital

Personalidade do Ano: Mariana Cabral (Bumba na Fofinha)

Teatro

Melhor Atriz: Luiza Cruz ("Criada Zerlina")

Melhor Ator: Paulo Pinto ("Tio Vânia")

Melhor Peça ou Espectáculo: "Tio Vânia" de Bruno Bravo

Instagram

Televisão

Personalidade do Ano (Entretenimento): Cristina Ferreira

Personalidade do Ano (Jornalismo): Conceição Lino

Instagram

Desporto

Personalidade do Ano: Cristiano Ronaldo

Prémio Mérito e Excelência

Maria do Céu Guerra

  • Filme francês evoca caso de pedofilia
    10:54

    "Graças a Deus" evoca um caso de pedofilia que abalou a sociedade francesa, tendo como protagonista um sacerdote católico — com realização de François Ozon, é a principal estreia da semana. João Lopes comenta ainda o lançamento de "Coração Negro", de Rosa Coutinho Cabral; no DVD, surge em destaque a edição de um conjunto de curtas-metragens assinadas por Fernando Lopes.

  • "Só Chove e é Rápido" no Teatro do Bairro
    5:50

    No dia em que os agentes culturais decidiram sair à rua em protesto contra o modelo de apoios do Estado para a cultura estreia um espetáculo feito sem financiamento do Ministério da Cultura. Com texto, encenação e interpretação de Francisco Tavares, "Só Chove e é Rápido" pode ver-se no Teatro do Bairro, em Lisboa. Francisco Tavares foi o convidado do Cartaz.