Perfil

Vida Extra

Mishlawi e Dillaz atuam num festival sobre sexo, drogas, álcool, bullying e... vida saudável

Além de palestras e workshops de sensibilização, nos dias 20 e 21 de setembro, a programação do Famalicão Youth Fest conta também com as atuações de Mishlawi e Dillaz

Mishlawi atua na Casa da Juventude de Famalicão no dia 20 de setembro

D.R.

Está quase a nascer um festival: chama-se Famalicão Youth Fest, chega nos dias 20 e 21 de setembro e tem como berço a Casa da Juventude de Famalicão. O evento, promovido pela autarquia, é pensado para os mais jovens e o cartaz, despido de preconceitos, contempla palestras e workshops de sensibilização sobre temas como sexo, drogas, álcool, bullying, redes sociais ou alimentação saudável. Entre mais de uma dezena de atividades gratuitas, destaque para os concertos de Mishlawi e Dillaz.

A programação arranca, sem tabus, com o “B-A-Bá da Sexualidade” desmistificado pela sexóloga, terapeuta familiar e psicóloga clínica Marta Crawford, numa palestra agendada para as 10h do dia 20. Uma hora mais tarde, a apresentadora de televisão Isabel Silva, autora dos livros “A comida que me faz brilhar” e “O meu plano do bem”, desloca-se a Famalicão para uma conferência sobre emagrecimento e exercício físico.

Durante a tarde do primeiro dia da iniciativa realizam-se, pelas 14h30, dois workshops: o primeiro dinamizado pelo Gabinete de Avaliação e Intervenção de Comportamentos Aditivos e Dependências (GAICAD) que visa a prevenção para o consumo e o abuso de substâncias psicoativas; o segundo, a cargo do Centro Nacional de Cibersegurança, irá abordar temas como os jogos onlines, estimulando uma comunicação segura e consciente nas redes sociais, de forma a dissipar atos de bullying e ciberbullying.

A noite culmina em festa com a atuação de Mishlawi, com um concerto agendado para as 21h30.

O segundo dia do Famalicão Youth Fest mosta que “Tudo é Discutível”, através de uma conversa moderada por Rita Camarneiro às 10h30. O evento fecha, às 21h30, com o rapper Dillaz a subir ao palco.

A programação integral e outras informações úteis podem ser consultadas AQUI.

  • Filme francês evoca caso de pedofilia
    10:54

    "Graças a Deus" evoca um caso de pedofilia que abalou a sociedade francesa, tendo como protagonista um sacerdote católico — com realização de François Ozon, é a principal estreia da semana. João Lopes comenta ainda o lançamento de "Coração Negro", de Rosa Coutinho Cabral; no DVD, surge em destaque a edição de um conjunto de curtas-metragens assinadas por Fernando Lopes.

  • "Só Chove e é Rápido" no Teatro do Bairro
    5:50

    No dia em que os agentes culturais decidiram sair à rua em protesto contra o modelo de apoios do Estado para a cultura estreia um espetáculo feito sem financiamento do Ministério da Cultura. Com texto, encenação e interpretação de Francisco Tavares, "Só Chove e é Rápido" pode ver-se no Teatro do Bairro, em Lisboa. Francisco Tavares foi o convidado do Cartaz.