Perfil

Vida Extra

Um Brasil com maconha legal? Aqui tem

A série brasileira “Pico da Neblina” é uma das novas apostas da HBO Portugal e já está disponível em streaming. O projeto é de Fernando Meirelles, realizador de “Cidade de Deus”, e do filho Quico Meirelles

João Miguel Salvador

João Miguel Salvador

texto

Jornalista

Biriba (Luis Navarro), que apenas vende droga por necessidade, quer deixar a vida de crime e usar a sua experiência na matéria para se tornar num vendedor autorizado

hbo latin america

O mundo que Biriba conhecia acabou. Os festejos irrompem pela cidade e há fogo de artifício nos céus, mas nem todos têm razões para festejar. A legalização das drogas leves no Brasil é o início de uma revolução na vida de muitos e nem todos sairão vencedores. Depois da votação favorável no Senado, os traficantes de droga estão apreensivos quanto ao seu futuro. E têm razões para isso. As mudanças legislativas no país põem fim a anos de uma lucrativa indústria em que a maconha era negociada nas ruas e agora quem apenas vivia da sua venda chegou a um beco que parece não ter saída. Ou passam a traficar drogas mais duras ou têm de saltar fora, mas não saberão demasiado para fazê-lo? E se saírem, o que lhes resta?

É esse o ponto de partida de “Pico da Neblina”, série que se passa numa São Paulo ficcional onde a canábis foi legalizada e que se centra na história de três jovens e nos desafios que estes agora terão de enfrentar. Cada um vai olhar para o problema à sua maneira, e terá soluções diferentes para os desafios que se impõem. Biriba (Luis Navarro), que apenas vende por necessidade, quer deixar a vida de crime e usar a sua experiência na matéria para se tornar num vendedor autorizado. E para isso terá a ajuda de um potencial sócio e investidor, Vini (Daniel Furlan). Mas as ligações do passado teimam em não o deixar seguir esse rumo. Ou não fosse Salim (Henrique Santana) o seu melhor amigo e este decidisse continuar no narcotráfico — subindo na cadeia enquanto tenta não ir lá parar.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI

  • Filme francês evoca caso de pedofilia
    10:54

    "Graças a Deus" evoca um caso de pedofilia que abalou a sociedade francesa, tendo como protagonista um sacerdote católico — com realização de François Ozon, é a principal estreia da semana. João Lopes comenta ainda o lançamento de "Coração Negro", de Rosa Coutinho Cabral; no DVD, surge em destaque a edição de um conjunto de curtas-metragens assinadas por Fernando Lopes.

  • "Só Chove e é Rápido" no Teatro do Bairro
    5:50

    No dia em que os agentes culturais decidiram sair à rua em protesto contra o modelo de apoios do Estado para a cultura estreia um espetáculo feito sem financiamento do Ministério da Cultura. Com texto, encenação e interpretação de Francisco Tavares, "Só Chove e é Rápido" pode ver-se no Teatro do Bairro, em Lisboa. Francisco Tavares foi o convidado do Cartaz.