Perfil

Vida Extra

Depois de Marcelo ligar a Cristina Ferreira, Netflix põe o Presidente a falar com atriz de “La Casa de Papel”

A terceira temporada de “La Casa de Papel” está a ser promovida através de uma conversa fictícia entre Marcelo Rebelo de Sousa e Raquel Murillo

“Bem-vinda, Lisboa.” É com um título misterioso que o teaser é revelado pela Netflix, mas rapidamente se percebe o que está em causa no mais recente vídeo partilhado pelo serviço de streaming. Nesta quinta-feira, e para promoverem a terceira temporada de “La Casa de Papel”, os responsáveis pela série espanhola apresentaram uma conversa fictícia entre Marcelo Rebelo de Sousa e Raquel Murillo (personagem interpretada por Itziar Ituño).

Em causa está uma imitação da voz do Presidente da República, que começa por apresentar-se à inspetora.“Alô, Raquel. Fala o professor”, ouve-se na gravação, que prossegue com uma conversa que faz a ligação entre Raquel e o nome que adotará no bando de “La Casa de Papel”. A partir de agora será conhecida pelo nome da capital portuguesa. seguindo o que já acontece com os nomes fictícios dos outros assaltantes.

Para falar com Lisboa, “interrompeu uma reunião que tinha” para desejar “muitas felicidades” e “enviar um beijinho” nesta nova fase da sua vida, dedicada ao crime. Na mesma ligação, o Professor Marcelo explica que não é o Professor da série (interpretado por Álvaro Morte), responsável pelo assalto à Casa da Moeda espanhola. “Sou o verdadeiro professor de Portugal”, diz.

A terceira parte do fenómeno televisivo global — nascido no canal espanhol Antena 3 antes de ter distribuição mundial no Netflix — tem estreia marcada para 19 de julho em todo o mundo. Criada por Álex Pina, que agora está a desenvolver “White Lines” com o ator Nuno Lopes como protagonista, “La Casa de Papel” é agora produzida pelo próprio serviço de streaming.

DA SIC PARA A NETFLIX

Cristina Ferreira recebe um telefonema de Marcelo Rebelo de Sousa em direto

A ideia do vídeo promocional em que a voz de Marcelo Rebelo de Sousa dá as boas-vindas à personagem Lisboa em “La Casa de Papel” surgiu depois de o Presidente da República ter ligado a Cristina Ferreira na estreia de “O Programa da Cristina”, na SIC. O talk-show, que desde o primeiro momento se fixou como líder de audiências, motivou ainda uma empresa de publicidade a criar uma linha telefónica que permitia a qualquer português receber uma chamada de Marcelo.

Instagram


A ideia do Telemarcelo foi da Legendary People + Ideas, que criou um site onde era possível inserir um qualquer número de contacto (foram frequentes as partidas entre amigos, no início do ano) e clicar em “Ligar”. Depois disso, era tempo de esperar que a magia acontecesse. E aconteceu durante vários dias.