Perfil

Vida Extra

Cuba invadida por cultura. Há cante, fado e ritmos africanos, arruadas, folclore e exposições a não perder

A vila de Cuba ganha mais vida entre sexta-feira e domingo. É a Feira do Cante e das Tradições

Sons e polifonias do mundo, como cante, fado e ritmos africanos, arruadas, folclore, exposições e colóquios vão marcar a Feira do Cante e das Tradições deste ano, na vila alentejana de Cuba, entre sexta-feira e domingo.

A "feira sem recinto" vai decorrer em vários espaços daquela vila do distrito de Beja e convida "à descoberta" de patrimónios, produtos regionais, culturas e tradições de vários territórios, explicou hoje a Câmara de Cuba, que organiza o evento em parceria com a MODA - Associação do Cante Alentejano.

Na área da música, a feira vai incluir concertos em três palcos diferentes e que propõem "viagens" por sons e polifonias de vários "cantos" do mundo e várias arruadas, sessões de folclore e animações de rua.

No Palco Polifonias, no mercado municipal, vão atuar a banda portuguesa Allma, na sexta-feira, o Trio Odemira, no sábado, e as bandas das sociedades filarmónicas 1.º de Dezembro, de Cuba, e União Alcaçovense, de Alcáçovas, com o projeto Chocalhofone Alentejano e grupos corais alentejanos, no domingo, a partir das 22:00.

No Palco Sons do Mundo, na igreja matriz, vão atuar o moçambicano André Cabaço, na sexta-feira, e o cabo-verdiano Silvano Sanches, no sábado, a partir das 00:00. No Palco Leader, no Pátio do Fidalgo, vão atuar a fadista Maria Infante com a banda Os Caprichosos, no sábado, e alunos dos projetos Fábrica da Música e Fabriketa Musical, no domingo, a partir das 18:00.

As arruadas, sessões de folclore e animações de rua, em vários locais e horários, vão incluir atuações dos Gigabombos do Imaginário de Évora, da Milícia Templária de Tomar, dos Caretos de Podence e dos Pauliteiros de Miranda e vacas-de-fogo tradicionais da região do Sousa e danças e cantares da região francesa de Bretanha.

Também na área da música, a feira vai integrar desfiles de grupos corais por ruas, na sexta-feira e no sábado, a 2.ª Maratona do Cante, em restaurantes, tabernas e espaços expositivos, e um concerto de Homem Nuvem, no sábado, às 19:00, no Eco Palacete Borralho Relógio, e dois concertos do grupo coral e instrumental En'Cante com Alma, no domingo, em duas tabernas, um às 19:00 e outro às 19:30.

Espaços expositivos onde associações convidadas vão mostrar o que as suas regiões têm de melhor, degustação de produtos regionais, tabernas e espaços de comes e bebes, artesanato ao vivo, duas exposições, dois colóquios, um sobre competitividade empresarial e outro sobre polifonias do Mediterrâneo, e uma oficina de cante alentejano são outras ofertas da feira.

Para garantir a mobilidade dos visitantes, a organização vai disponibilizar, gratuitamente e durante os três dias, passeios de charrete e um comboio com circuito pelos vários espaços da feira espalhados pela vila.