Perfil

Vida Extra

Novo álbum dos Sensible Soccers inventa um verão dos anos 90

Os Sensible Soccers tocam “Aurora” este sábado, às 22h, no Cine-Teatro Garrett, na Póvoa de Varzim. Seguem-se Lisboa (Culturgest, 3 de abril) e Braga (gnration, 27 de abril)

Luís Guerra

Jornalista

D.R.

Ao terceiro álbum dos nortenhos Sensible Soccers, continua a ser um bem-vindo mistério que uma memória — engendrada, como se verá — de um certo Portugal se projete a partir de música instrumental tecida maioritariamente por teclados e sintetizadores. Se em “Villa Soledade” (2016), o imaginário era o das estradas nacionais hoje transformadas em cemitérios do otimismo e das promessas do progresso industrial dos anos 80, “Aurora” pinta — com cores estivais, sol cor de laranja a dourar corpos despreocupados e ligeiro arrefecimento noturno — uns muito lusos anos 90 do século XX, aqui convertidos em férias de verão gigantes, saboreadas entre praia, discotecas imperiais no meio do nada e hits de FM.

Ambiental, paisagística (‘Um Casal Amigo’), mas com momentos de concisão pop (‘Telas na Areia’, ‘Chavitas’), a música dos Sensible Soccers é hoje — admite Hugo Gomes (um dos três cérebros de uma formação que já integrava Manuel Justo e agora conta com André Simão, baixista que fez parte de The Astonishing Urbana Fall, entre outras bandas) — “uma espécie de ilusionismo”.

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.