Perfil

Vida Extra

Andrea Bowers e a desobediência civil na arte

A obra desta artista oferece-nos um ponto de vista feminista dos grandes protestos sociais da atualidade. É o segundo de 15 perfis dos 15 nomeados do prémio Navigator Art on Paper que publicaremos até 29 de março

Andrea Bowers, Womxn Workers of the World Unite

Andrea Bowers nasceu em Wilmington, no Ohio, e encontra-se agora em Los Angeles numa interseção disruptiva entre arte, justiça social e ativismo social. A artista olha para a desobediência civil como uma lente que permite explorar assuntos contemporâneos como direitos das mulheres e LGBTQ, emigração, proteção ambiental e relações laborais.

Trabalha numa grande variedade de meios - do desenho à performance, passando pelo vídeo - para chamar a atenção para certas comunidades e para destacar vozes dentro desses grupos. “Tento criar imagens que representem as mulheres através de um ponto de vista feminista ao mesmo tempo que lhes dou liberdade de determinar a sua sexualidade e voz.” Desse modo cria “monumentos” aos marginalizados e aqueles que enfrentam o status quo.

Entre os tópicos já abordados no seu corpo de trabalho, contam-se o movimento Occupy e as grandes manifestações sociais dos últimos anos. Um dos casos mais claros são os desenhos baseados em fotografias de mulheres tiradas em diferentes marchas e protestos para reforçar a identidade individual de quem protesta.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.