Perfil

Vida Extra

O português José Sarmento Matos ilumina a capital do Brexit com “Documenting East London”

Londres é o campo de exploração fotográfica deste jovem fotógrafo português, que descobre luz onde a mitologia urbana nos garantia que não existia

Tiago Miranda

Tiago Miranda

Fotojornalista

Jose Sarmento Matos

“Documenting East London” nasce de uma obsessão fotográfica pela recolha imagética do que o rodeia. De transeunte fotógrafo, passageiro a voyeur, José Sarmento Matos usa as suas deslocações diárias para documentar o londrino espectável mas também o que está em risco de se transformar, cenas da vida quotidiana de comunidades imigrantes que se tornaram parte do cosmopolitismo londrino até que a gentrificação ou o Brexit os separe.

Jose Sarmento Matos

Prosseguindo na tradição da “Street Photography”, José Sarmento recorda-nos da importância da sombra sempre que se quer falar de luz. E falar deste precioso bem numa cidade que é famosa por não a ter é um dom, uma luz que talvez só seja reconhecida por um português, de tão próxima que nos é. Talvez sejam esses dois ingredientes que nos provocam uma empatia imediata com as imagens. O gentleman inglês do nosso imaginário iluminado de uma forma que nos é tão próxima.

Jose Sarmento Matos

Há quatro anos considerado pela reputada Agência Magnum como um “30 under 30” — trinta fotógrafos com menos de trinta anos aos quais se deve ficar atento —, José Sarmento já publicou na “New Yorker”, “Newsweek”, “Wired” e “The New York Times”. É ainda jovem embaixador da reputada máquina fotográfica dos instantes decisivos, a Leica.

Jose Sarmento Matos

“Documenting East London”, que nasce de um impulso fotográfico constante pela recolha imagética do que o rodeia, transforma-se em algo sério e a ver. O projecto “Documenting East London” estará em exposição no Espaço Cultural Mercês, em Lisboa, de 7 a 19 de Março.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.