Perfil

Vida Extra

Mishlawi, o rapper norte-americano que cresceu e brincou em Cascais. Agora joga “Solitaire”

Mishlawi apresenta “Solitaire” no Hard Club do Porto, sexta e dia 23, e no Coliseu de Lisboa, a 9 de março. Já o ouvimos

Quando, em 2016, o norte-americano, radicado em Portugal, Tarik Mishlawi surgiu no nosso radar com ‘All Night’, um cartão de apresentação que roça a perfeição, rapidamente percebemos que ainda ouviríamos falar muito dele. Sucederam-se singles certeiros atrás de singles certeiros — do infeccioso ‘Always on My Mind’ ao açucarado ‘Limbo’ ou ao inescapável dueto com o ‘padrinho’ Richie Campbell ‘Boohoo’ — e a construção, a pulso, de um percurso meteórico em palco.

Agora, o rapper (e cantor) que cresceu em Cascais estreia-se finalmente nos álbuns com “Solitaire” e terá o privilégio, concedido a poucos, de o desvendar com um concerto de apresentação na sala nobre do Coliseu dos Recreios, em Lisboa (9 de março), e duas datas no Hard Club do Porto (22 e 23 de fevereiro). O registo ‘falinhas mansas’ mantém-se nestas novas 12 canções, mas em nome da sempre ultradesejada coesão não há aqui canções que façam um ‘pop’ gigante...

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI

  • Filme francês evoca caso de pedofilia
    10:54

    "Graças a Deus" evoca um caso de pedofilia que abalou a sociedade francesa, tendo como protagonista um sacerdote católico — com realização de François Ozon, é a principal estreia da semana. João Lopes comenta ainda o lançamento de "Coração Negro", de Rosa Coutinho Cabral; no DVD, surge em destaque a edição de um conjunto de curtas-metragens assinadas por Fernando Lopes.

  • "Só Chove e é Rápido" no Teatro do Bairro
    5:50

    No dia em que os agentes culturais decidiram sair à rua em protesto contra o modelo de apoios do Estado para a cultura estreia um espetáculo feito sem financiamento do Ministério da Cultura. Com texto, encenação e interpretação de Francisco Tavares, "Só Chove e é Rápido" pode ver-se no Teatro do Bairro, em Lisboa. Francisco Tavares foi o convidado do Cartaz.