Perfil

Vida Extra

“Isto é uma celebração, não achavam que vinha sozinha, pois não?” Michelle Obama também foi aos Grammys

Os Grammys arrancaram com uma surpresa. Alicia Keys, a anfitriã da noite, chamou as suas “sisters” para a ajudarem: Michelle Obama, Jennifer Lopez, Lady Gaga e Jada Pinkett Smith

Kevork Djansezian/ Getty Images

Começamos pelo fim: “who runs the world?” [quem governa o mundo?]. A pergunta ficou no ar e sem resposta. Foi citando a canção de Beyoncé - que está entre as preferidas dos Obama - que Michelle terminou um discurso poderoso sobre música, canções, histórias e o poder das mulheres. A antiga primeira dama foi uma das quatro “sisters” que subiram ao palco na abertura da cerimónia dos prémios Grammy, na madrugada deste domingo, para ajudarem a anfitriã Alicia Keys a arrancar uma das noites mais importantes para a música. “Isto é uma celebração, não achavam que eu vinha sozinha, pois não?” E não veio: as portas abriram e apareceram Michelle Obama, Jennifer Lopez, Lady Gaga e Jada Pinkett Smith.

Quando a voz de Michelle se ouviu pela primeira vez foi a apoteose. As palmas, os assobios, os gritos de festas. Tudo se sobrepôs à voz da ex-primeira-dama (e atual mulher mais admirada pelos norte-americanos), que até teve de lembrar que havia “um espetáculo para continuar”. E então, conseguiu falar:

“A música sempre me ajudou a contar a minha história e sei que isso é verdade para toda a gente aqui, quer gostem de country, rap ou rock”, começou por dizer à plateia que estava toda de levantada para as ouvir. “A música ajuda a partilhar as nossas coisas: a nossa dignidade, os nossos arrependimentos, as nossas esperanças e também as alegrias. Permite-nos ouvirmo-nos uns aos outros. A música mostram-nos que tudo importa: cada voz e cada uma das notas em cada canção”.

Foram poucos os minutos em palco. Michelle vestia um macacão brilhante discreto e falava de mãos dadas, em jeito de corrente de força, com Alicia Keys, Jennifer Lopez, Lady Gaga e Jada Pinkett Smith. A antiga primeira dama apareceu de surpresa - ou pelo menos a sua presença não tinha sido divulgada pela organização da cerimónia - na noite em que as mulheres e o rap ganharam a noite.

E Michelle Obama terminou, ladeada pelas “sisters”, com a tal pergunta a que não deu resposta mas à qual todos sabem a responder: “who runs the world?”

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.