Perfil

Vida Extra

Mayra Andrade. “Sinto-me mais forte do que há 10 anos”

A viver em Lisboa há três anos, a cantora cabo-verdiana sente-se bem acolhida numa cidade “cada vez mais aberta”. Acaba de lançar “Manga”, um álbum que reflete a sensualidade da autora

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Rita Carmo

“Manga”, título do seu novo disco, é uma palavra muito evocativa. Evoca cheiro, tato, cor... foi por isso que a escolheu?

Escolhi-o porque é a minha fruta preferida: é a rainha das frutas tropicais e consome-se de formas diferentes em diferentes estádios da sua maturidade. E é uma metáfora bonita para a feminilidade da mulher que hoje sou. Desde o último disco, passaram-se uns quantos anos e numa mulher [isso representa] transformações muito profundas. Eu sinto-me muito mais forte hoje do que há 10 ou 20 anos.

Nasceu em Cuba e cresceu entre África e a Europa. Aos 17 anos estava a viver sozinha em Paris. Isso ajudou a tornar-se independente?

Sinto que a minha vida foi uma preparação para este momento. Comecei a viajar aos 6, mudava de país de dois ou dois anos... perdia os amigos que tinha e tinha de fazer outros e aprender línguas diferentes. Estudei num colégio interno, o que ajuda muito à independência de um adolescente. Aos 17 anos, sentia-me preparada para estar sozinha. E queria estar! Não queria vir para Lisboa, queria ir para um sítio onde não me sentisse tão em casa. Mas reconheço que não saber o que nos espera dá-nos muita força e coragem. E, apesar de todas as dificuldades, também tive muita sorte. Tive oportunidades lindas. O meu primeiro concerto foi na Cidade da Praia, a minha cidade, em 2000. Há 19 anos.

Parece-lhe que já passou esse tempo todo?

Passou rápido, mas ao mesmo tempo tenho a sensação de que foi há uma vida. É estranho. Eu sou a mesma; se calhar hoje sinto-me mais leve e mais feliz, mais bonita. Mas quando penso na estrada que percorri, literalmente — fiz muitos concertos, muitos quilómetros; é muito tempo sem chão e sem casa, sem rotina... São coisas que nos marcam, positiva mas também negativamente.

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.

A carregar...