Perfil

Vida Extra

Amor a Daciano, o nosso maior designer de equipamento de sempre

Tive a sorte de conhecer bem, pessoalmente, aquele que é o nosso maior designer de equipamento desde sempre. Foi amor à primeira vista

Avançava sobre a sala de aulas como um navio imparável, como uma armada. Sem margem para dúvidas e, parecia, sem espaço para as ter algum dia. Foi assim que o conheci primeiro, não como Daciano, o designer, mas Daciano, o professor. Tive-o como mentor, por um enorme acaso, no primeiro ano de Arquitectura do Design, na Faculdade Arquitectura de Lisboa. E tive assim a sorte de conhecer bem, pessoalmente, aquele que é o nosso maior designer de equipamento, desde sempre.

Daciano da Costa nasceu em 1930 e morreu em 2005, em Lisboa. Formou-se em Belas-Artes, não havia cursos de design por cá na altura em que entrou na universidade. Ao longo da sua vasta carreira, cujo início teve lugar no atelier de outro renomado criador português, Frederico Jorge, criou inúmeras peças de design, muitas delas em colaboração com a empresa Longra, desenhou interiores míticos como os da Biblioteca Nacional, Aula Magna, Casino Estoril, Hotel Alvor Praia, Gulbenkian, Centro Cultural de Belém e Paços do Concelho de Lisboa. Com atelier desde 1959, tem obra publicada em vários livros, de leitura obrigatória, e integra várias colecções, sendo de destacar o papel de João Paulo Martins no estudo e divulgação do seu trabalho. Designer global de excepção, vivia de forma intensa a família, rodeado de mulheres, a sua e as suas cinco filhas.

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.