Perfil

Vida Extra

Segundo romance de Sérgio Godinho chega esta semana às livrarias

“Estocolmo” é um 'thriller' que envolve desejo e sexo, em torno de uma história de sequestro

ANTÓNIO PEDRO FERREIRA

O cantor e compositor Sérgio Godinho edita esta semana um novo romance, dois anos depois de se ter aventurado neste género literário, desta vez um 'thriller', envolvendo desejo e sexo, em torno de uma história de sequestro. Editado pela Quetzal, “Estocolmo” é o segundo romance da autoria de Sérgio Godinho, que em 2017 se estreou com “Coração mais que perfeito”, a primeira incursão na área da ficção longa, depois de ter já publicado um conjunto de contos sob o título “Vidadupla”.

Ao contrário do que se passa na música “Balada da Rita”, ninguém disse um dia à personagem desta história, escrita também por Sérgio Godinho, “Vicente, põe-te em guarda”, mas “é desse ritmo tão próprio” do autor "que nasce o seu novo romance”, descreve a editora.

Com chegada prevista às livrarias na próxima sexta-feira, “Estocolmo” é um 'thriller' “envolvente e carregado de desejo e sexo” em torno de uma história de “dominação e perversidade, um retrato duro de sujeição e prazer, e de todas as ambiguidades que quase sempre comportam as relações amorosas”, acrescenta. Esta é a história de uma vítima de sequestro que se apaixona pela sequestradora, um fenómeno conhecido como Síndrome de Estocolmo, a que o título da obra alude.

Quanto ao enredo, a Quetzal releva que, ao responder ao anúncio de um quarto para alugar, o jovem estudante Vicente descobre que a senhoria é Diana Albuquerque, a célebre pivô do telejornal das oito. A estupefação inicial do estudante rapidamente se transforma numa forte atração mútua. Vicente muda-se para casa de Diana, ocupando o quarto no sótão, e Diana ocupa-lhe a cama, mas um dia o jovem acorda para a estranha realidade de estar trancado no seu novo quarto.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.