Perfil

Vida Extra

Uma viagem ao Japão através de 100 objetos

O mais antigo data de 1955, o mais recente é de 2013. Cem objetos icónicos do design japonês podem ser apreciados até 15 de dezembro, na Faculdade de Belas Artes do Porto. Uma viagem pelo design e pelo Japão

Margarida Mota

Jornalista

“Japanese Design Today / 100” é uma mostra que vai de material de escritório aos transportes, dos hobbies à saúde

Margarida Mota

Imagine-se o leitor numa situação de catástrofe em que os alarmes soam de forma tão assustadora que nada mais lhe ocorre do que fugir o mais rapidamente possível apenas com a roupa do corpo. No Japão, o designer Kosuke Tsumura inspirou-se em situações de desespero semelhantes — e também na vulnerabilidade sísmica do seu país — e idealizou uma parka resistente a temperaturas agrestes que permite a quem o vista o armazenamento e transporte de dezenas de objetos pessoais.

O casaco pode ser apreciado a partir desta quinta-feira no Pavilhão de Exposições da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, onde se inaugura “Japanese Design Today / 100”, uma mostra de 100 objetos de uso quotidiano icónicos do design japonês.

Onze deles remetem para o pós-guerra, como uma máquina fotográfica Nikon F, um Subaru 360 (representado numa fotografia), ou uma panela elétrica de 1955, o objeto mais antigo ali exposto. Os restantes 89 aludem às mais variadas áreas do quotidiano — japonês e não só já que alguns deles trazem à memória tempos passados nas casas portuguesas. O Walkman da Sony, por exemplo.

A icónica garrafa de soja Kikkoman

A icónica garrafa de soja Kikkoman

Japan Foundation

Há objetos que homenageiam a gastronomia nipónica, como a garrafa de soja Kikkoman, outros a moda, como as criações em tecidos reciclados do designer Issey Miyake. Outros ainda remetem para o mundo das crianças, de brinquedos a acessórios.

O papel surge profusamente trabalhado em material de escritório, peças de decoração, candeeiros, pratos, e bolsas. Os sectores dos transportes, da saúde, do mobiliário, dos hobbies e dos utensílios de cozinha também se prestam a uma grande criatividade. O arquiteto e designer Naoki Terada, por exemplo, concebeu uma colher para gelado que absorve o calor da mão de quem nela pega o que faz com que as bolas de gelado saiam perfeitas.

“Japanese Design Today / 100” leva o visitante num passeio pela cultura do ‘país do sol nascente’. Esta é uma mostra itinerante da Japan Foundation que chega ao Porto vinda de Kiev (Ucrânia) e que depois seguirá para o Museu Nacional da Finlândia, em Helsínquia. Promovida pela Embaixada do Japão em Portugal, esta iniciativa surge no âmbito do 40º aniversário da geminação entre as cidades do Porto e de Nagasaki.

A exposição pode ser visitada até 15 de dezembro, de terça a sábado, entre as 14h30 e as 18h30. Esta quinta-feira, pelas 16 horas, a anteceder a inauguração (prevista para as 18h), haverá uma palestra do designer japonês Hiroshi Tsunoda.

Siga Vida Extra no Facebook e no Instagram.

A carregar...