Perfil

Vida Extra

O gosto não se discute? Na Gulbenkian isso não se aplica

Uma série de personalidades das artes e da cultura vão partilhar as suas obras de eleição na Gulbenkian. Conheça aqui o programa pensado por Nuno Artur Silva

Irrepetível será o concerto que encerra o evento, no Grande Auditório, às 22h30, onde o pianista Mário Laginha e a cantora Mayra Andrade — acompanhados por Bernardo Moreira, Alexandre Frazão e Mário Delgado — estarão juntos pela primeira vez para nos dar a escutar a sua lista das “10 canções para salvar a nossa vida”

O que nos inspira? Quais os livros, os filmes, as imagens ou os poemas que nos mudaram a vida? E poderão as obras de arte salvar-nos? Nuno Artur Silva acredita que sim. Foi a partir destas interrogações que delineou um programa que se realiza hoje e que tem como título “O Gosto dos Outros”.

A ideia surgiu de um convite feito pela Fundação Calouste Gulbenkian ao autor e ex-administrador de conteúdos da RTP, em que o desafiaram a pensar num evento que ocupasse em simultâneo e numa só tarde várias salas do edifício da fundação. Com carta branca para “fazer o que quisesse”, Nuno Artur Silva começou a elaborar um projeto cujos alicerces foram traçados a pensar em dois filmes, ambos comédias, que o marcaram.

Num deles, realizado por Agnès Jaoui, em 2000, e que tem por título, precisamente, “O Gosto dos Outros” — onde “contam-se histórias de várias personagens provenientes de diferentes esferas sociais que se cruzam por acaso e começam primeiro por estranhar as suas idiossincrasias e os seus gostos que depois acabam por partilhar” —, foi buscar a ideia “dessa coisa ótima de querer partilhar o gosto”.

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI