Perfil

Vida Extra

3 razões porque “Assim Nasce Uma Estrela” já é o alvo a abater na corrida aos Óscares

O filme que marca a estreia na realização de Bradley Cooper, e que tem o próprio e Lady Gaga como protagonistas, chega esta quinta-feira às salas de cinema nacionais e não falta quem o coloque na dianteira da corrida às estatuetas douradas

Veja aqui o trailer de "Assim Nasce Uma Estrela"

  1. Porque tem Lady Gaga

A carreira da cantora Lady Gaga já conheceu melhores dias, mas é muito provável que ganhe um novo fôlego com a sua primeira grande aparição no cinema (já tinha tido participações menores em filmes como “Sin City: Mulher Fatal” e ganhou mesmo um Globo de Ouro pelo seu papel na série “American Horror Story”). A personagem Ally, uma empregada de mesa que sonha com ser uma estrela da música, chegou a ser pensada para Beyoncé, mas parece decalcada da história pessoal de Gaga, que prova no filme ser uma força da natureza tanto a cantar como a representar. Estará um Óscar a caminho?

Neal Preston

  1. Porque é a estreia de Bradley Cooper na realização

“Assim Nasce Uma Estrela” esteve para ser dirigido por Clint Eastwood, mas acabou nas mãos de Bradley Cooper, que se ocupou também do argumento e forma com Lady Gaga o duo de protagonistas do filme. A cantora e atriz tem recebido muitos dos elogios da imprensa, alguns críticos defendem que a verdadeira estrela do filme é Cooper, que tem uma estreia auspiciosa na realização e tem em Jackson Maine, um cantor consagrado a caminho da autodestruição, um dos melhores papéis da sua carreira. Se não houver surpresas até janeiro, deverá garantir-lhe uma terceira nomeação para um Oscar de melhor ator (tem ainda uma para melhor ator secundário).

Neal Preston

  1. Porque a banda sonora é fabulosa

Que Lady Gaga sabe cantar não é novidade, mas uma das surpresas do filme são as atuações de Bradley Cooper, que teve aulas de canto durante ano e meio para dar voz a Jackson Maine. Os dois protagonistas trabalharam nas músicas do filme com vários artistas e o resultado é uma banda sonora com várias canções potenciais candidatas ao Oscar de Melhor Canção Original, como “Shallow”, “Always Remeber Us This Way” e “I’ll Never Love Again”.