Perfil

Vida Extra

Sensação na Dejà Lu: livraria solidária vai hospedar o escritor Olivier Rolin

Quatro escritores internacionais vão passar pela livraria solidária Dejà Lu, confortavelmente instalados na Pousada de Cascais, para residências artísticas estendidas até meados de 2020

Raphael GAILLARDE

A Dejà Lu, onde todos os livros em stock são doados e as receitas das vendas revertem integralmente para a Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21, vai receber quatro escritores internacionais até meados de 2020, em formato de residência. O primeiro a instalar-se neste espaço, localizado na Pousada de Cascais, é o autor Olivier Rolin, anunciado como “um dos nomes mais respeitados do panorama literário francês”, presente numa estadia criativa de dois meses, entre segunda-feira e 15 de dezembro.

“A nossa sala dos livros em língua estrangeira foi eleita como sala de trabalho para estes escritores. Está a ser adaptada para que esteja o mais funcional possível”, informa a Dejà Lu, acrescentando que cada hóspede literário “terá uma suíte na Pousada, onde poderá trabalhar, mas, quando quiser mudar de ares, ir até à livraria”, de portas abertas aos livros e dedicada a uma causa social desde fevereiro de 2015.

Olivier Rolin nasceu em França, em maio de 1947, e passou uma parte da sua infância no Senegal, sendo licenciado em Filosofia e Letras.

O escritor de 71 anos - agraciado pela Academia Francesa com o Grande Prémio de Literatura Paul-Morand - conta com várias obras traduzidas em Portugal, entre as quais se destacam, entre outros, os títulos “Paisagens Originais”, “A Invenção do Mundo”, “Porto-Sudão” (distinguido com o Prémio Femina 1994), “Tigre de papel” (Prémio France Culture 2003), “Veracruz” ou “Sibéria”.

A carregar...